Ir para conteúdo




Foto

tabela para freelance


  • Por favor, faça o login para responder
88 respostas neste tópico

#21 zoinho

zoinho

    Eu pergunto muito

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPip
  • 495 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 06:19

acho sensato se fazer uma tabela, mas isso é pessoal.

Um free-lance em São Pqaulo jamais vai custar o mesmo preço que free-lance numa cidade do interior de Minas, então oque rege as regras nesse caso é o mercado da região, não importando o equipamento.

Quando eu fotografava social eu costuma ter um preço para ser segundo fotógrafo, e outro preço para ser fotógrafo principal. Eu cobrava 250,00 comos segundo fotógrafo, independente do evento, e cobrava por hora para ser fotógrafo principal, mais 250,00 para o segundo fotógrafo e 100,00 para assistente.

Parei de fotografar em 2007, mas pelo que ando sabendo os valores para free lance aqui vartiam muito de fotógrafo para fotógrafo...por exemplo tem um pessoal que caiu de para-quedas na fotografia que cobra 100,0150 reais pra fazer um evento aqui.

já pensou... 100,00 pra cobrir um evento? melhor trabalhar de segurança q ganha por hora e geralmente não faz nada a festa inteira,só fica de porteiro

#22 zoinho

zoinho

    Eu pergunto muito

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPip
  • 495 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 06:26

Só pra finalizar, eu li em algum lugar q nos EUA , fotógrafo freelance é uma das profissões mais bem pagas por lá. Alguém sabe de algo a respeito? Depois eu google pra procurar.
Pra quem não entendeu bem o tópico: É PARA FREELAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ACHO RIDÍCULO FREELANCE COM CANON 7D NO PESCOÇO COBRANDO 150,00 SEM LIMITE DE CLIQUES ,NEM DE HORAS......PUTAKEEPARYOU!!!!!
PAGA 150,00 Q EU VOU COM MINHA REBEL 300D CINZA E FICO 3 HORAS NO EVENTO! :rofl2:

#23 Alessandro_sp

Alessandro_sp

    Sou completamente Louco pelo Brfoto

  • Admin
  • PipPipPipPipPipPipPipPipPipPip
  • 18.420 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 08:07

Zoinho, legal você ter "dado a cara pra bater" divulgando seus preços. Com a complementação que o pessoal está fazendo (em especial a tabela que o Leo Amaral postou) o tópico vai servir como uma orientação BÁSICA tanto para quem quer ter idéia de quanto cobrar como pra quem quer montar seus preços.

Agora, mesmo sendo ridículo o cara cobrar 150 reais pra sair clicando com uma 7D, aí é problema dele. Muito provavelmente o tempo se encarrega de naufragar quem calcula errado, salvo se a pessoa for subsidiada (paternalmente que seja). De qualquer forma esse tipo de distorção não costuma influir tanto assim, mesmo porque se o cara for bom ele vai acabar adequando seus preços aproximando-os dos praticados pelo mercado, e se for ruim vai acabar ficando às moscas. De qualquer forma, é mais fácil aceitarmos que isso acontece e é natural não só na fotografia como em diversos outros ramos, e aprendermos a conviver com esse tipo de concorrência.

#24 Claudio Rombauer

Claudio Rombauer

    Estou viciado nisso aqui

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.694 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 08:27

Sei lá, quem sou eu pra falar, até tenho ganhado bem com fotografia, mas acho que pra quem tá começando vale a pena cobrar menos pra entrar no mercado, fica dificil bater o pé, pois tem gente fazendo por todo lado, nao tem como parar isso.

Fotografar com 7d e cobrar 150 pode parecer um absurdo, mas o mercado esta viciado assim, nao so na fotografia, outro dia fui tocar num bar por 200 reais, e olha que meu baixo vale uma penca de 7ds.

#25 Ivy Freitas

Ivy Freitas

    Cheguei agora

  • Membro
  • Pip
  • 3 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 08:28

é bem por aí, o importante é estar preparada pra hora da troca. Em outras palavras tem q ter reserva de grana. Hoje é normal estourar até 1000 cliques por evento, mas em caso de freelance, isso é um risco muito grande. Só multiplicar 1000 x 4x 12=48k em apenas um ano,só contando sábados. Se vc tiver com obturador de plástico, a chance de pifar com 1 ano de uso não é pequena. Nesses 20 anos de estrada,conheci inúmeros fotógrafos e cinegrafistas,q num belo dia de evento,surpresaaaaaa! Pifou o equipamento. Muitos desses só levavam uma camera pro evento. Quanto ao equipamento não esquente , trabalhei anos com a rebel 300D ,q foi a primeira digital da canon, e tenho ela viva até hoje. Uso uma 50D, e outra rebel de reserva, pra mim basta pelo q eu faço.

Pois é ainda não posso trocar mas estou me preparando para isso, espero um dia ter uma máquina igual a de vcs..
Se eu tiver que apresentar meu equipamento não arrumo nada pra trabalhar, se for comparado com os equipamentos mais potentes.... :rofl2:
Faço uns freela mas nunca usei essas fórmulas para preparar um orçamento...kkkkk
Eu fiz uns cálculos loucos e cheguei em um pacote para de 1200,00 para esse trabalho...

#26 aguena

aguena

    Já conheço o pessoal

  • Membro +
  • PipPipPip
  • 61 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 11:26

quem instituiu essa tabela? se for contratar alguém vou ter que segui-lá também?

#27 Zaleski

Zaleski

    Já tou começando a responder

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 636 posts

Postado 14 fevereiro 2011 - 11:55

Ninguém instituiu nada, ele fez para ter uma "referência"... não precisa segui-la, pois varia muito de mercado para mercado.

Acho que o Cláudio falou uma coisa certíssima, as vezes, é necessário... Vou dar um exemplo de uma jogada boa, quando se tem visão de mercado, e vê que o seu cliente tem uma influência e tal, se você fizer um ensaio com ele, para entregar num álbum em formato diferente, por em prática algumas idéias e cobrar a preço de banana, deixando bem claro que só está fazendo pois é o primeiro, é promoção, que vai acabar, ele vai ter esse produto, e fazer seu boca a boca muito bem.
Digo, é muito importante mostrar o trabalho... e não é crime algum fazer isso se for como tática e tal, tem muita gente que ganha horrores com fotografia e já fez isso, o que não vale é ser um alejado do mercado.
www.flickr.com/photos/zaleskii

#28 lostart

lostart

    Já tou começando a responder

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 814 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 02:07

as vezes, é necessário... Vou dar um exemplo de uma jogada boa, quando se tem visão de mercado, e vê que o seu cliente tem uma influência e tal, se você fizer um ensaio com ele, para entregar num álbum em formato diferente, por em prática algumas idéias e cobrar a preço de banana, deixando bem claro que só está fazendo pois é o primeiro, é promoção, que vai acabar, ele vai ter esse produto, e fazer seu boca a boca muito bem.


Não tenho participado mais do forum, mas ao ler absurdos como a "dica" acima sinto-me na obrigação de me manifestar.

Seguir a dica do Zaleski não é uma "jogada boa", trata-se da maneira mais fácil de ser conhecido como "o cara do preço de banana".

Fotografar por um preço de banana não é um bom começo, é um tiro no pé.

Como justificar cobrar preços mais elevados após cobrar barato? Acaba-se por estabelecer o seu próprio patamar.

Quem pagou pouco não irá querer pagar mais na próxima vez, apenas achará o próximo mané que pensa parecido para o substituir.

Infelizmente, há muitos. Fóruns como este servem como repositórios de dicas ruins dadas por pessoas que estão começando.

Fotografia não é banana, e quem cobra por número de clicks ou apenas pelo seu tempo age como taxista, não como fotógrafo. Não se cobra pela camera utilizada, não se cobra por quantos clicks se faz, não se cobra apenas pelo tempo.

Cobra-se pelo seu olhar, pelo seu expertise, pelo uso, duração do uso, e abrangência geográfica da licença. Cobra-se de acordo com o cliente e seu poder aquisitivo.

Quem quiser continuar acreditando em tabela, em dicas do Zaleski, ou de quem está começando, siga adiante.

Daqui a cinco anos me contem como está sua situação profissional, ok?

Vivo exclusivamente da minha fotografia como fonte de renda há pouco mais de duas décadas e acho que tópicos como este com sugestões de "cobrar pouco para cobrar mais depois" um verdadeiro desserviço para quem está começando.

Quer começar? Tenha um segundo emprego, outra fonte de renda, faça assistência, faça de graça, faça trabalho voluntário, mas não faça por "preço de banana" e nem cobre por "numero de clicks" a não ser que você se considere um mero apertador de botão.

Fotografia é escrever com luz, e se você se cobra por click/tempo ou preço de banana você não é um escritor, você é um mero digitador.

Com respeito a todos, desejo-lhes muita sorte e luz.

[ ]s

ig

#29 FábioVenhorst

FábioVenhorst

    Sou completamente Louco pelo Brfoto

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPipPipPip
  • 3.571 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 07:43

Um free-lance em São Paulo jamais vai custar o mesmo preço que free-lance numa cidade do interior de Minas, então oque rege as regras nesse caso é o mercado da região, não importando o equipamento.


Concordo. A realidade do mercado deve ser levada em conta. Não dá para ir contra o mercado. Se em determinada região pagam no máximo "X", será difícil cobrar "Z".

Aqui em minha região um free-la gira na média de R$ 250,00 a R$ 500,00 para cobertura de casamento. Os fotógrafos free-la experientes, que são mais requisitados, cobram R$ 500,00, os menos experientes cobram menos.
Fábio Venhorst - AFB
Fábio Venhorst Fotografias
você não fotografa com a sua máquina. Você fotografa com toda a sua cultura...

#30 Claudio Rombauer

Claudio Rombauer

    Estou viciado nisso aqui

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.694 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 08:38

Sou obrigado a concordar com o ignácio e volto atrás na minha infeliz colocação.


Mas acho que podemos abrir o jogo, colocando aqui os valores das nossas últimas notas fiscais, ou isso é crime?

Acho que na hora de falar o que cobra todo fotógrafo se esconde emcima do muro.

#31 Zaleski

Zaleski

    Já tou começando a responder

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 636 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 10:48

Putz, reconheço que falei besteira... perdão.
o que o ig falou é a pura verdade, abriu meus olhos.
www.flickr.com/photos/zaleskii

#32 Claudio Rombauer

Claudio Rombauer

    Estou viciado nisso aqui

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.694 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 10:50

Isso, temos que fixar um mínimo pra sairmos de casa, tipo R$600 como "corrida mínima", pois isso não chega a pagar os custos mínimos d emuita gente.

Acho que confiar nos profissionais mais experientes é uma boa, o ignácio vive disso, ele pode colocar pra gente os valores dos últimos shoots pra termos uma referência de um fotógrafo bem sucedido, tipo uma meta pra quem quer avançar na carreira.

#33 Sergito mk2

Sergito mk2

    Já tou começando a responder

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 622 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 11:16

Quer começar? Tenha um segundo emprego, outra fonte de renda, faça assistência, faça de graça, faça trabalho voluntário, mas não faça por "preço de banana" e nem cobre por "numero de clicks" a não ser que você se considere um mero apertador de botão.


[ ]s

ig


Acho tb que o que contribui para a baixa de preços geral é quando a fotografia vira o segundo emprego, vira um bico.

#34 Leo.Amaral

Leo.Amaral

    Estou viciado nisso aqui

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.908 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 01:43

Minha opinião. Não discordo do Lostart de forma alguma e a tabela que fiz foi exatamente para não cair na tentaçao de cobrar R$ 200,00 uma coisa que sei que vai sair por R$ 2 mil. Eu preciso estabelecer um preço mínimo que seja capaz de me sustentar e repor meu equipamento. É para estabelecer o mínimo.

A partir da dái coloco o preço sobre meu talento, minha experiência, a cara do cliente como sugerido, mas sei o mínimo que tenho que cobrar. Sem estabelecer esse mínimo, se eu cobrasse 20 mil não saberia estava tendo lucro ou prejuízo.

Trabalhar cobrando pouco nunca. Faço os aniversários dos filhos de meus amigos de graça. Dou as fotos em alta, tratadas etc. Sempre faço um CD com as melhores e se quiserem diagramo o book e mando imprimir em meu nome. Cobro só o valor da impressão.

Mas não cobro barato. Como disse, para eu sair de casa é no mínimo R$ 2 mil. Tenho emprego bom, ganho bem e fotografia é hobby.

Minha opinião apenas.
Imagem Postada

#35 Claudio Rombauer

Claudio Rombauer

    Estou viciado nisso aqui

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.694 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 03:26

Concordo com o Leo Amaral.
R$2000 é um bom piso pra um dia de shoot, desde que não estejam envolvidas questões especiais como produção, tratamento, produtos especiais e demais custos.

Tudo é relativo, já fiz shoot de 1500 que foi super lucrativo, assim como já fiz de 60 mil que deu prejuizo.

#36 Daniela Bado

Daniela Bado

    Estou me adaptando

  • Membro
  • PipPip
  • 34 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 05:53

Nunca é demais lembrar desses artigos:

Como cobrar por serviços fotográficos - (Introdução)
Como cobrar por serviços fotográficos (Parte I)
Como cobrar por serviços fotográficos (Parte II)
Como cobrar por serviços fotográficos (Parte III)
Como cobrar por serviços fotográficos (Parte IV)

Abraços!
Fotos by Geraldo Garcia

#37 TCG

TCG

    Já tou começando a responder

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 873 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 07:18

Estabelecer preço para um produto ou serviço é um dos maiores desafios em qualquer negocio. Mas não é só isso. A coisa toda passa obrigatoriamente por um plano que por mais simples que seja, duas coisas são obrigatorias: Previsão de receitas e de despesas.

Sem um plano de negocio voce tem que ter condições financeiras suficiente para poder se dar ao luxo de lançar-se numa aventura para ver o que vai dar.

É bom lembrar que quem estabelece preço é o mercado e não o vendedor do serviço ou produto. Por isso é mandatorio estudar o mercado em que se pretende atuar, tanto no seguimento, como na abrangencia geografica. Para formar o preço, pode-se computar os custos + margem, ou pesquisar o mercado e fazer a conta reversa, ou seja, se o que o mercado paga vale o investimento no negocio.

Preço abaixo da concorrencia é uma pratica valida para o que se chama de "comprar mercado", porem não se pode esquecer que a diferença do preço medio de mercado e o seu preço "barato" tem que ser lançada como despesa.

Se o seu preço baixo esta no seu plano de negocio e provisionado como despesa, muito bem. Se não, seu negocio já esta falido antes de começar.

De toda forma, a recuperação de preço é um processo complicado, e muitas vezes, antes de voce conseguir atingir o seu alvo, a sua concorrencia entrou no jogo e partiu para uma guerra de preços em que voce que esta começando não vai suportar muito tempo.

Lembre-se de que quem esta no mercado há mais tempo, provavelmente já amortizou muito do seu investimento, e pode muito bem segurar patamares de preços inferiores, até que seu negocio quebre.

Ou voce ganha dinheiro com margem pequena e vende quantidade, ou voce vende menos e tem margem maior. É aritimetica.

É claro que voce pode ser um artista genial e cobrar o que quiser. Se não é o caso, é bom pensar em por no papel um plano de negocio minimamente consistente, senão voce estará simplesmente arruinando o seu e atrapalhando o negocio dos outros.

Abraços

#38 saimon

saimon

    Estou viciado nisso aqui

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.679 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 09:13

Não acho que o Zaleski tenha falado tanta besteira assim.

Não dá pra comparar fotografia publicitária com fotos de batizados .
Não da pra comparar casamento de celebridade com foto de Papai Noel em escola.
Por isso se muitos de nós fossemos levar ao pé da letra e fizermos a nossa conta pelo que o IG escreveu:

"Cobra-se pelo seu olhar, pelo seu expertise, pelo uso, duração do uso, e abrangência geográfica da licença. Cobra-se de acordo com o cliente e seu poder aquisitivo."

Talvez tivessemos até que diminuir um pouco o preço...

Não quero dizer que o fotógrafo não tenha que se preocupar com outros fatores, como aluguel, troca de equipamentos, cursos e etc... isso é claro. O que eu quero dizer é que a grande maioria dos fotografos no Brasil a realidade é completamente diferente. Muitos possuem apenas uma máquina de entrada, um flash mais ou menos e um computador positivo comprado nas casas Bahia. Isso quando nem computador possuem e fazem seus casamento diretos no DG do minilab.
Não acho a tentativa de entrar no mercado da maneira que o Zaleski disse uma besteira, isso depende muito do ramo.

#39 Danillo

Danillo

    Caramba, daqui a pouco enjoam de mim

  • Membro +
  • PipPipPipPipPip
  • 222 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 10:28

Este forum esta demais. Eu sou um iniciante no ramo e me encaixo ao mesmo tempo em várias partes deste forum.

É verdade que para nós iniciantes no mercado não podemos e nem temos o direito de tentar nos igualar aos profissionais de 10, 20 ou 30 anos de mercado. Mas também não podemos nos sujeitar às migalhas que oferecem por aí. Moro em uma cidade grande onde você encontra fotógrafos que cobrem casamentos por 800 reais e grandes nomes que cobram até 5000 reais. Festa de aniversário se consegue até por 80 reais, acreditam.

Fotografia é um hobby que estou tentando transformar em profissão, espero conseguir respirar em meio a tantos desafios. Faço o que gosto, então não vai ser muito fácil me fazer desisitir...
"Fotografia é como piada, se você precisa explicar é porque não é boa."

#40 zoinho

zoinho

    Eu pergunto muito

  • Membro +
  • PipPipPipPipPipPip
  • 495 posts

Postado 15 fevereiro 2011 - 10:39

Este forum esta demais. Eu sou um iniciante no ramo e me encaixo ao mesmo tempo em várias partes deste forum.

É verdade que para nós iniciantes no mercado não podemos e nem temos o direito de tentar nos igualar aos profissionais de 10, 20 ou 30 anos de mercado. Mas também não podemos nos sujeitar às migalhas que oferecem por aí. Moro em uma cidade grande onde você encontra fotógrafos que cobrem casamentos por 800 reais e grandes nomes que cobram até 5000 reais. Festa de aniversário se consegue até por 80 reais, acreditam.

Fotografia é um hobby que estou tentando transformar em profissão, espero conseguir respirar em meio a tantos desafios. Faço o que gosto, então não vai ser muito fácil me fazer desisitir...

Pode sim Danilo ! Se vc achar q está preparado pra encarar um trabalho, vc pode cobrar o mesmo preço do veterano sim. Eu tbm cobro 800,00 se o cara pedir só o CD, e posso cobrar 5000,00 tbm,se outro me pede um álbum panorâmico com trocentas páginas , tamanho fora do padrão. O tamanho do evento,encarece a produção, as vezes esses 800,00 do CD,compensam mais q um casamento de 2500,00 .




3 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 3 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)